Pies para que los quiero

si tengo alas para volar.

Frida Kahlo

Buscar

Slow Fashion. Compre menos, escolha bem e faça durar.

Slow Fashion é um movimento que prioriza a qualidade, o ambiente e os processos de produção dos produtos comercializados.

O preço é um fator de decisão relevante para grande parte dos consumidores que incentiva a fast fashion. Mas já pensou quanto dinheiro gasta em todos os produtos descartáveis que compra, quando existem alternativas que, apesar de exigirem um investimento maior, duram 10 vezes mais tempo?


Desafiamo-vos a refletir connosco sobre algumas dicas para um consumo consciente:


Qualidade em vez de quantidade:

Não adianta comprar peças de roupa apenas pelo luxo de as ter e acabar com quantidades infinitas de roupa esquecidas ao longo do ano.

Tente comprar peças com qualidade que sabe que vai e pode usar MUITO.



















Compra consciente:

Preciso mesmo disto? Combina com o que já tenho no armário e com o meu estilo de vida? Em que situações é que vou utilizar esta peça?

Pense na história da sua roupa e em todo processo até chegar às suas mãos, olhe para as etiquetas pergunte e pesquise.

















Sustentabilidade:

Opte por pelas peças de roupa feitas com fibras naturais ou com materiais reciclados e tecidos alternativos, pois são os mais sustentáveis.





















Dê valor às marcas nacionais:

A slow fashion apela à produção manual, em que são produzidas peças de forma artesanal e sustentável.

Já teve a impressão que toda a gente se veste da mesma maneira? Isto acontece porque o consumo de fast fashion é acessível a todos. Aposte em marcas nacionais, com pequenas produções que garantem a exclusividade aos seus clientes oferecendo peças duradouras com design único.

Estará ainda a impulsionar o mercado da sustentabilidade pois desta maneira o produto não irá atravessar oceanos e meios de transporte poluidores para chegar às suas mãos.






Compre menos e personalize mais:

Muitas peças são descartadas por pequenos defeitos como furos ou uma nódoa difícil de remover. Recorra a lavandarias e/ou costureiras para recuperar a sua peça. A personalização também é uma alternativa a peças que já não nos identificamos e por vezes, com pequenas alterações, temos uma peça nova sem precisar de renovar o armário.















Doe ou venda peças que já não usa:

Tem peças que já não gosta ou com que já não se identifica? Doe a instituições de caridade ou faça você mesmo uma "feirinha" com as suas amigas e vendam as peças.

O fundamental do desapego, para além de movimentar o mercado “verde”, é ter a consciência de que se já não usamos mais uma peça, há alguém que irá usar e ficamos todos a ganhar.

24 visualizações

Contacte-nos

  • Instagram @ilovetype
  • Facebook Type
  • Pinterest Type

Ajuda

Informação

© 2017 by Type. All rights reserved